Início

Boas vindas ao portal das Conversações Filosóficas

Aqui você pode conhecer mais sobre o projeto, entrar em contato e ver nossa agenda e o acervo completo de lives, entrevistas, vídeo-aulas e textos.
Participe também de nossas redes sociais

Conheça e se inscreva no canal

Conversações Filosóficas

 
Lives, Entrevistas e Vídeo-aulas

Se inscreva!Conheça o Canal

Conteúdos

Entrevista com a Profa. Dra. Marcia Alves, geógrafa da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Ela nos conta sobre sua pesquisa que envolve as relações entre geografia e filosofia, a partir da obra de Ernst Cassirer. Marcia Alves é licenciada em Geografia pela UEPG, mestra em Geografia pela UFF e doutora em Geografia pela UFPR, com período de doutorado sanduíche no exterior no Departamento de Filosofia da Universidade de Évora, em Portugal. Sua tese intitulada “O eu, o outro e o(s) nós: Geografia das Emoções à luz da Filosofia das Formas Simbólicas de Ernst Cassirer (1874-1945) e de narrativas das narrativas de pioneiros da Igreja Messiânica Mundial” aprofundou a filosofia cassireriana e sua contribuição para (re)pensar a questão espacial na Geografia, a partir do universo simbólico. Atualmente é professora do Departamento de Geografia da UFMT, com pesquisas na área da Geografia Cultural, Geografia Urbana, Geografia Humanista e Epistemologia da Geografia.

Link para a tese -» https://www.prppg.ufpr.br/siga/visitante/trabalhoConclusaoWS?idpessoal=52676&idprograma=40001016035P1&anobase=2019&idtc=1373

Link para o livro Cassirer: Geografia e Filosofia: https://www.academia.edu/40489514/Ernst_Cassirer_Geografia_e_Filosofia

E-mail: marciaalvesgeo@gmail.com


Entrevistei o Prof. Dr. Adriano Mergulhão, que nos contou um pouco sobre sua pesquisa, sobre a sua opção pela Filosofia, sobre sua experiência em sala de aula e sobre o aprendizado e as dificuldades enfrentadas durante sua trajetória.

Sua tese defendida em 2018 junto ao Programa de Pós-Graduação em Filosofia da UFSCar que tem como título “Enigma do tempo: o problema da objetividade na contraposição entre Heidegger e Cassirer”, foi laureada com uma menção honrosa no Prêmio CAPES-2019.

Leia a teste completa

E-mail: adrianomergulhao@yahoo.com.br



[pvcp_1]

Em seu devir intelectual, Alexandre Koyré abordou diversos temas e autores da história do pensamento humano, sempre tendo em vista a unidade do pensamento. Primeiramente tendo se interessado pelo estudo das matemáticas, passa em seguida a pesquisar autores da filosofia medieval e do renascimento, até finalmente se consagrar como um dos maiores historiadores da ciência do século XX.

Desde a década de 1920, Canguilhem já oferecia, de modo original, soluções aos problemas filosóficos que se propôs enfrentar. Desde o início, tendo herdado de Alain e da Wertphilosophie uma filosofia axiológica, ele a pratica segundo um estilo cujo traço não se deixará apagar mesmo em seus últimos textos. Contudo, o acontecimento político da ascensão do fascismo e a iminência da guerra contribuíram decisivamente para que ele se afastasse de Alain e fosse conduzido a domínios estranhos à filosofia.

Canguilhem; epistemologia; história da ciência; ciências da vida. Figura maior do cenário filosófico contemporâneo, Georges Canguilhem ainda não mereceu a mesma atenção de alguns de seus colegas (Jean-Paul Sartre, Merleau-Ponty, Raymond Aron) ou de seus alunos (Michel Foucault). Neste vídeo, oferecemos uma abordagem breve dos principais temas percorridos por sua obra, nas sete décadas de intensa produção intelectual.

Parte 1 da vídeo-aula

Parte 2 da vídeo-aula:


Martial Gueroult (1891-1976), um dos maiores historiadores da filosofia do século XX, foi o criador do assim chamado “método estrutural” de leitura de textos filosóficos. Tal método consiste numa ferramenta de leitura sistemática e científica dos grandes sistemas filosóficos.

Links: “O método em história da filosofia” (Martial Gueroult), “Para além do método estrutural em história da filosofia: Foucault, Deleuze” (Caio Souto e Fernando Gimbo) e Podcast Sobre os ombros de gigantes: A leitura estrutural, na Revista Úrsula.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Canal do YouTube
Instagram
Facebook
Twitter
Distribuição RSS