Início

Boas vindas ao portal das Conversações Filosóficas

Aqui você pode conhecer mais sobre o projeto, entrar em contato e ver nossa agenda e o acervo completo de lives, entrevistas, vídeo-aulas e textos.
Participe também de nossas redes sociais

Conheça e se inscreva no canal

Conversações Filosóficas

 
Lives, Entrevistas e Vídeo-aulas

Se inscreva!Conheça o Canal

Conteúdos

Paulo Petronílio é filósofo, Phd em Performances Culturais, Doutor pela UFRGS. Professor Adjunto IV de Filosofia na UnB. Atuou no Programa Interdisciplinar em Performances Culturais da UFG e atuou no PPGCEN/UnB. É autor dos livros ?Performances na encruzilhada: estética e aprendizagem no candomblé? e ?Corpo, Estética, Diferença e ouras performances nômades?, ?Pedagogia Trágica: um pensar humano demasiado humano na Educação?, ?Gilles Deleuze e as dobras do sertão? e outros. Organizou o livro ? ?Performances da Cultura : ensaios e diálogos?. Atualmente estuda Corpo, Gênero, Estéticas do trágico, questões étnico-raciais, vidas na fronteira, entre lugares e marcadores sociais da Diferença na cena, nas narrativas, nas artes e nas culturas. O filósofo trabalha com autores de inspiração nietzschiana e pós- estruturalistas: Foucault, Deleuze – Guattari, Derrida, Butler, Preciado e outras Multidões. Experimenta as Filosofias da Diferença, o pensamento diaspórico e pós-colonial nas performances culturais. Estuda também os saberes estéticos da cultura afro-brasileira. Desse modo, o filósofo percorre o nada familiar, a esquizocenia, o que embaralha, o que vai na contra corrente da representação clássica, o que provoca o desconforto, o estranho, o nômade, o devir, o caótico, o que não é e nunca será, o mal dito, o malvisto em Performances e outras danças que ainda estão por vir.

Lançamento com a presença do autor Thiago Diniz e com os debatedores Paulo Margutti e Antonio Vargas.

Thiago Diniz é mestre pela UFMA na linha de pesquisa em filosofia da religião, produzindo sua dissertação sobre o filosofo brasileiro Vicente Ferreira da Silva. É professor de filosofia do Instituto Federal do Maranhão (IFMA), vem trabalhando uma teoria própria na fronteira entre mito e filosofia, que deverá ser submetida à tese de doutoramento.

Paulo Margutti é doutor em Filosofia pela University of Edinburgh (1992). Foi professor da UFMG de 1978 a 2006 e aposentou-se na categoria de titular. É professor titular da FAJE/MG. Autor dos livros “História da filosofia do Brasil (1500-hoje) – 1° parte” e “História da filosofia do Brasil (1808-1813)-2 parte”.

Antonio Vargas é doutor em filosofia pela Humboldt-Universität zu Berlin, Alemanha e já foi pesquisador pós-doutoral na Universidade Hebraica em Jerusalém. No momento é pesquisador colaborador no programa de pós-graduação em metafisica da Universidade de Brasília. Autor do livro “Time’s Causal Power Proclus on the Natural Theology of Time”. Possui trabalhos publicados sobre o filósofo brasileiro Vicente Ferreira da Silva.

Fernanda Alt é Pós-doutoranda em Filosofia na UFSCar (bolsa FAPESP). Doutora em Filosofia pela UERJ (com bolsa CAPES) e Paris I Panthéon-Sorbonne (Co-tutela). Mestre em Psicologia Social pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro com auxílio CAPES. Possui graduação em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Tem experiência clínica e docente na área de Psicologia fenomenológica-existencial e concentra sua pesquisa na área da Filosofia Francesa Contemporanea com foco na Fenomenologia, sobretudo no pensamento de Jean-Paul Sartre. Em 2018, ganhou o Prêmio CAPES de melhor tese em Filosofia.

Palestrantes:

• Flávia Cristina Lemos (Professora associada da Universidade Federal do Pará – UFPA, Coordenadora de Relações Interinstitucionais na Pró-reitoria de Extensão, desde junho de 2021, e Bolsista Produtividade CNPq)

• Luiz Manoel Lopes (Professor adjunto da Universidade Federal do Cariri e é líder do grupo de pesquisa do CNPq LAPENC – Laboratório do Pensamento Contemporâneo, em torno das noções de temporalidade, subjetividade complexidade e sustentabilidade)

Mediador: • Flávio Luiz de Castro Freitas (UFMA)

Comunicações: 16h30-18h30

Marcelo S. Norberto (PUC-Rio) Foucault e a historicidade na constituição do sujeito

Ronald Valentim Gomes Sampaio (UNIFESSPA) O franco-falar e seus inimigos: uma leitura de “A hermenêutica do sujeito”

Marcelo de Oliveira (UFF) O ceticismo de Pierre Hadot: considerações historiográficas

Yolanda Glória Gamboa Muñoz (PUC-SP) O papel do porta-voz e outras ressonâncias em Paul Veyne

Ronivaldo de Oliveira Rego Santos (IFGoiano) O Grande Internamento na “História da loucura”, de Michel Foucault

Comunicações 14h00-16h00

Anderson Aparecido Lima da Silva (IFSP) Michel Foucault e o efeito Maio de 68

David I. Nascimento (UFPel) A relação entre a filosofia foucaultiana e o jornalismo: possibilidades para pensar a “atualidade”

Rômulo Ribeiro de Freitas Júnior (UFSCar) As Zonas Autônomas Temporárias como tática de resistência na contemporaneidade

Eraldo Souza dos Santos (Paris I Panthéon-Sorbonne) O momento desobediente da filosofia francesa: 1997-2017

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Canal do YouTube
Instagram
Facebook
Twitter
Distribuição RSS